(51) 3211-0879

A Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) está realizando uma série de reuniões com os candidatos ao governo do Rio Grande do Sul. Nesta quarta-feira, 12 de setembro, a diretoria da entidade recebeu na sede da federação o candidato Eduardo Leite (PSDB), que, juntamente com seu vice, Ranolfo Vieira Junior (PTB), e a deputada Any Ortiz (PPS), ouviu as demandas do setor arrozeiro, que tem sido prejudicado nos últimos anos pela falta de competitividade no mercado devido a entraves burocráticos.

Entre os assuntos tratados estiveram na pauta a discussão sobre modificações temporárias do ICMS do arroz do Rio Grande do Sul como forma de gerar competitividade ao grão gaúcho e aumento da arrecadação do Estado. Há quase dois anos a Federarroz vem solicitando a redução. O pedido foi de uma redução temporária de 12% e 7% para 7% e 4% para escoamento do produto como forma a sustentar melhores cotações aos produtores. O candidato se comprometeu a buscar a viabilização desta demanda.

Sobre a modernização do Instituto Rio Grandense do Arroz (Irga), o candidato se comprometeu com o retorno da escolha da diretoria do instituto por meio de lista tríplice oriunda do Conselho Deliberativo, maior independência financeira do instituto através da liberação da Taxa de Contribuição de Desenvolvimento Orizícola (CDO), além de maior autonomia operacional para dar funcionalidade à pesquisa e extensão e, consequentemente, segurança ao produtor.

Para o vice-presidente da Federarroz, Alexandre Velho, ficou clara a intenção do candidato de trazer competitividade e desenvolvimento ao setor arrozeiro e, consequentemente, ao Estado.