(51) 3211-0879

Com a redução produtor poderá receber até R$ 1,00 a mais por saco de 50 kg em casca. Anúncio foi feito à direção da Federarroz, nesta quarta-feira (01\04).

A Secretaria Estadual da Fazenda deve colocar em prática nesta quinta-feira a redução da pauta do arroz, referencial que determina a base de cálculo para o valor do imposto a ser pago nas vendas do produto para fora do RS. O anúncio foi feito por Giovane Padilha da Silva, da Divisão de Estudos Econômicos e Tributários da SEFAZ, para o presidente da Federarroz, Renato Caiaffo da Rocha, em reunião nesta quarta-feira. Participaram ainda os diretores da entidade Silvio Rafaelli e Luis Carlos Chemale.

A reunião teve dois objetivos, segundo informou Renato Rocha, presidente da Federarroz. O primeiro foi à redução da pauta e revisão da mesma conforme as variações do mercado e o segundo, já com um dos técnicos e com o chefe da Fiscalização da Secretaria, Mário Wunderlich, o pedido da intensificação das ações fiscais sobre o arroz que deixa o estado. Os arrozeiros foram contemplados nos dois pleitos. “Recebemos garantias de que a fiscalização será intensificada e rigorosa sobre as cargas de arroz para fora do RS, bem como a Secretaria da Fazenda anunciou uma nova pauta a partir do dia 2 de abril”, destacou.

A Federarroz reivindicou a redução da pauta do arroz porque estava acima dos preços de praticados pelo mercado. “A incidência de 12% de ICMS sobre um valor acima do mercado afeta a venda de arroz e encarece o produto nacional frente ao importado. Ou seja, a pauta desequilibrada favorece à importação que é quase isenta de tributação, o que não é interessante para o mercado gaúcho neste momento”, frisa Renato Rocha. Além disso, a pauta acima do mercado leva a indústria a cortar a margem de preços do produtor.

Ainda segundo os dirigentes arrozeiros, os valores anunciados pela Secretaria Estadual da Fazenda são compatíveis com o mercado atual e são de R$ 31,90 para o arroz em casca, tipo 1, e R$ 37,30 para o fardo de 30 quilos, beneficiado, tipo 1. Os valores anteriores eram R$ 34,20 e R$ 40,10, respectivamente.

Imprensa Federarroz